O que é colonoscopia?

A colonoscopia é um exame endoscópico destinado ao diagnóstico de doenças da porção final do intestino delgado (íleo terminal), do intestino grosso (cólon) e do reto.

Durante o exame é possível a realização de biópsias, retirada de pólipos, injeção de substâncias e cauterizações de sangramentos. Para que o exame seja bem-sucedido é importante uma preparação cuidadosa visando a eliminação de resíduos que possam prejudicar a visão do examinador.

Indicações:
  • Rastreamento e seguimento do câncer colorretal
  • Investigação de sangramento digestivo
  • Investigação de dor abdominal
  • Alteração do hábito intestinal
  • Investigação de anemia
  • Diagnóstico e seguimento da Doença Inflamatória Intestinal

Preparo e orientações

Abaixo você encontrará arquivos auxiliares para a realização dos exames e procedimentos.

Veja os vídeos para auxiliar na sua preparação

Saiba mais

É realizado através do equipamento denominado colonoscópio – um tubo flexível e fino – o qual chega até o início do intestino grosso (ceco) ou final do intestino delgado (íleo terminal) através do ânus. Seu comprimento tem aproximadamente 175 cm, com um diâmetro que varia entre 1,0 e 1,3 cm.
Na extremidade do colonoscópio há uma microcâmera que transmite as imagens para um monitor, permitindo que o médico veja e fotografe o que ocorre durante o exame. Os últimos centímetros do colonoscópio são articulados e podem girar em vários ângulos, para facilitar a visualização de todo o interior do cólon.

A maior indicação da colonoscopia é o rastreamento (exame de pessoas sem nenhum sintoma) do câncer colorretal.

Grande parte dos tumores se inicia a partir de pólipos, lesões benignas que podem crescer na mucosa intestinal (parede interna do intestino). A Organização Mundial de Saúde (OMS) preconiza a indicação do exame aos 50 anos, quando os indivíduos passam a ser considerado de médio risco para o câncer colorretal.
A preparação e execução da colonoscopia são de complexidade bem superior à de outros procedimentos mais rotineiros como endoscopia digestiva alta, ultrassonografia, tomografia computadorizada, ressonância nuclear magnética. Por este motivo exige equipe experiente e com treinamento específico para que os bons resultados sejam alcançados com a devida segurança.
Durante o exame é possível a realização de biópsias, retirada de pólipos, injeção de substâncias e cauterizações de sangramentos. Para que o exame seja bem-sucedido é importante uma preparação cuidadosa visando a eliminação de resíduos que possam prejudicar a visão do examinador.

Comunicado:
Para saber mais sobre os procedimentos de precaução e recomendações clique aqui.

WhatsApp
Covid-19Para saber sobre os procedimentos, clique aqui.