O que é teste do hidrogênio expirado?

Teste respiratório de hidrogênio é a mais avançada solução para o diagnóstico de intolerâncias alimentares.

O teste pode levar até 180 minutos a depender da intolerância investigada e do tempo de trânsito intestinal do paciente.

Mede a concentração de hidrogênio no ar expirado, avaliando a má absorção dos carboidratos, o tempo de trânsito orocecal e a superpopulação bacteriana. Além de simples, o teste não é invasivo!

Indicações:
  • Síndrome de má absorção
  • Diarreia crônica
  • Síndrome do intestino irritável
  • Avaliação do tempo trânsito orocecal
  • Intolerância aos carboidratos

Preparo e orientações

Abaixo você encontrará arquivos auxiliares para a realização dos exames e procedimentos.

Saiba mais

A era dos exames de sangue para a detecção de intolerância a carboidratos chegou ao fim!

Seja bem-vindo ao reconfortante mundo dos testes respiratórios.

Como característica fundamental destaca-se o fato de não ser invasivo e simples de realizar.

Testes respiratórios são usados para avaliar a absorção intestinal, principalmente de açúcares, e aumento das bactérias no intestino delgado (sobrecrescimento bacteriano no intestino delgado – SBID).

O teste respiratório de hidrogênio mede a concentração de hidrogênio no ar expirado, permitindo avaliar a má absorção do carboidrato, o tempo de trânsito orocecal e a superpopulação bacteriana.

PRINCÍPIOS DO TESTE HIDROGÊNIO EXPIRADO:

O gás hidrogênio do corpo é produzido a partir das bactérias intestinais. Estes microrganismos, normalmente no intestino grosso, produzem hidrogênio através de fermentação de carboidratos – como lactulose, lactose e frutose que são substratos para o teste do hidrogênio expirado. Moléculas de hidrogênio produzidas pelas bactérias são absorvidas pela mucosa intestinal, através dos vasos sanguíneos e são transportadas para os pulmões. O hidrogênio é então exalado pelos pulmões pela respiração normal e é coletado para análise pelo aparelho.

Na intolerância à lactose, o indivíduo tem uma deficiência de lactase, a enzima que quebra a lactose.

As pequenas bactérias intestinais metabolizam a lactulose oferecida e ingerida e produzem um aumento inicial do hidrogênio na respiração.

Comunicado:
Para saber mais sobre os procedimentos de precaução e recomendações clique aqui.

WhatsApp
Covid-19Para saber sobre os procedimentos, clique aqui.