O que é anuscopia?

É um exame endoscópico no qual se utiliza um espectro rígido, denominado anuscópio, composto por uma extremidade biselada e uma fonte de luz, que é inserido alguns centímetros no ânus do paciente, visando avaliar problemas na região perianal, canal anal e a porção distal do reto.

A colonoscopia, apesar de todo desenvolvimento tecnológico, ainda não conseguiu obter todos os dados fornecidos pela anuscopia. Por isso, este ainda é considerado o exame padrão para o diagnóstico da maioria das doenças anais e perianais.

Indicações:
  • Doença hemorroidária
  • Fissura anal
  • Fístulas anorretais
  • Prurido anal (coceira)
  • Doenças de pele
  • Infecção causada pelo HPV (Papiloma Vírus)

Preparo e orientações

Abaixo você encontrará arquivos auxiliares para a realização dos exames e procedimentos.

Saiba mais

A realização tanto da anuscopia de alta resolução, quanto a convencional ocorre do mesmo modo, com o paciente apoiado sobre os joelhos e o peito, ou então, deitado sobre o lado esquerdo com as pernas dobradas. Inicialmente é realizado um toque retal para, em seguida, inserir o anuscópio lubrificado através do ânus até alcançar o reto, permitindo a observação detalhada dessas estruturas.
Não requer sedação, é bem tolerado, e, portanto, sem necessidade de jejum antes do exame. Não é obrigatória a presença de acompanhante, a não ser em casos de pacientes menores de idade.
Habitualmente, a anuscopia demora de 2 a 5 minutos e não necessita de preparação prévia. Em casos especiais o médico pode solicitar a realização de enema de limpeza prévio.
Está indicado para diagnóstico das lesões orificiais (anais) mais comuns como hemorróidas, fissuras, fistulas e prurido anal, como também na avaliação das lesões dermatológicas perianais. Apresenta indicação precisa no diagnóstico de enfermidades anais causadas pela infecção pelo HPV (Papilloma Vírus).
No geral, este é um exame simples e não há riscos ou complicações associadas. Poderá haver a persistência de dor relacionada à introdução do anuscópio, mas que rapidamente desaparece. Em raros casos, pode ocorrer hemorragia retal.

Comunicado:
Para saber mais sobre os procedimentos de precaução e recomendações clique aqui.

WhatsApp
Covid-19Para saber sobre os procedimentos, clique aqui.