A Hepatologia é uma subespecialidade da Gastroenterologia que visa estudar o fígado, a vesícula e as vias biliares, prevenindo, diagnosticando e tratando de doenças que possam afetar esse, que é um dos órgãos mais importantes de todo o corpo humano.

A Hepatologia trata de doenças como:

  • Esteatose hepática (Gordura no Fígado)
  • Doença do fígado relacionada ao consumo adicional do álcool
  • Hepatite viral (hepatite A, B, C, D e E).
  • Hepatite por medicamentos
  • Sangramentos do trato gastrointestinal
  • Cirrose Hepática
  • Transplante de fígado
  • Câncer do fígado
  • Doenças hepáticas genéticas e metabólicas

Saiba mais

O termo hepatologia deriva das palavras gregas “hepatikos” e “logia”, que significam, respectivamente fígado médio e estudo. O hepatologista mantém o foco no fígado, vesícula biliar, ductos biliares e pâncreas – atuam em conjunto com ele de forma direta ou indireta. Embora esses órgãos também participem dos processos digestivos, o hepatologista tem conhecimentos mais profundos do que o gastroenterologista nessas estruturas. Por outro lado, ele não trata problemas gástricos ou intestinais, já que nesse caso o gastroenterologista é o médico mais indicado. Problemas hepáticos são crescentes em todo o mundo, com doenças como cirrose, doença hepática gordurosa e hepatite afetando a vida de milhões de pessoas a cada ano. Hepatologistas possuem as residências em Clínica Médica, Gastroenterologia e um treinamento avançado em Hepatologia.

O fígado é um órgão vital, sem o qual não é possível sobreviver. É a maior glândula do corpo humano, pesa em torno de 1.300 a 1.500 gramas nos homens, menos nas mulheres e se localiza à direita do abdome. Desempenha muitas funções importantes e, para isso, conta com milhões de células especializadas. Uma característica do fígado é a sua capacidade de regeneração. É isso que permite a doação “em vida” para transplantes, pois é possível retirar parte do órgão de um doador para implantar no receptor. A mãe ou o pai podem doar parte do fígado para o seu filho e em semanas haverá crescimento do órgão de ambos.

Acredita-se que o fígado possua mais de 500 funções. É importante no processamento e no armazenamento de nutrientes. Gorduras, açúcares, proteínas chegam ao fígado pelo sangue e são transformados em subprodutos. O fígado tem a nobre função de produzir moléculas indispensáveis, como a albumina, essencial para manter a água no interior dos vasos, regular o volume sanguíneo e transportar substâncias, como hormônios e medicamentos. Vitaminas A, B12, D, E e alguns minerais são armazenados.
Diariamente 500 a 900 ml de bile são produzidos pelo fígado e concentrados na vesícula biliar. A bile eliminada para o intestino funciona como detergente das gorduras e auxilia na absorção de nutrientes. O fígado é fundamental na coagulação sanguínea, vários elementos da “cascata da coagulação” são por ele produzidos. Há também uma rede extensa de defesa imunológica no fígado que permite filtrar micro-organismos e impurezas.

Comunicado:
Para saber mais sobre os procedimentos de precaução e recomendações clique aqui.

WhatsApp
Covid-19Para saber sobre os procedimentos, clique aqui.