É a especialidade médica com formação no tratamento cirúrgico e não cirúrgico de doenças do intestino delgado, intestino grosso, reto e ânus.

Compreende também uma série de procedimentos de diagnóstico, como a colonoscopia, a anuscopia, a retossigmoidoscopia, a manometria e a ultrassonografia endorretal. 

A Coloproctologia trata de doenças como:

  • Doença hemorroidária
  • Fissuras anais
  • Abscessos e fístulas perianais
  • Doença ou cisto pilonidal
  • Doenças sexualmente transmissíveis na região perianal
  • Prolapso retal
  • Constipação intestinal
  • Incontinência fecal
  • Tumores benignos e malignos do cólon e reto
  • Doença diverticular do cólon
  • Doença Inflamatória Intestinal (Retocolite Ulcerativa Inespecífica e Doença de Crohn)

Saiba mais

Atribui-se a John Arderne (1307 – 1392) a autoria da primeira publicação sobre a Proctologia. Sr. Arderne era um cirurgião inglês sendo considerado, por alguns, o pai da Proctologia. Sua publicação mais famosa foi um tratado sobre tratamento de fístula anal.

O coloproctologista tem formação avançada em problemas do intestino, além de ter tido treinamento na especialidade de Cirurgia Geral. Antes conhecida como Proctologia, a especialidade passou a ser melhor referida pelo termo Coloproctologia por incluir também o estudo e abordagem terapêutica das doenças do intestino grosso (cólon).

Quando se fala em Coloproctologia, quase todo mundo logo associa essa especialidade médica ao exame de próstata. Mas na verdade, esse médico cuida de outros problemas. No caso do exame de toque, é preciso ir ao urologista.

O coloproctologista faz o exame de toque retal para avaliação do reto e o urologista utiliza esse exame para diagnosticar doenças da próstata. Esse exame é o principal motivo de confusão. Por isso alguns pacientes com doença hemorroidária procuram o urologista e alguns pacientes com doenças da próstata procuram o coloproctologista!

A Urologia trata das doenças relacionadas aos rins, ureteres, bexiga, e das doenças que acometem o aparelho genital masculino formado pelos testículos, vesículas seminais, canal deferente, próstata e pênis.

Comunicado:
Para saber mais sobre os procedimentos de precaução e recomendações clique aqui.

WhatsApp
Covid-19Para saber sobre os procedimentos, clique aqui.